Eventos extremos chamam a atenção do público no estande de Meteorologia

Além dos instrumentos para medir a temperatura, a chuva e a umidade, chama a atenção dos visitantes do estande do curso técnico em Meteorologia as fotos das enchentes que abalaram SC há um ano. “São as fotos do que chamamos de ‘eventos extremos’ que atraem bastante o público”, explica a aluna do 2° módulo do curso Ana Paula Vieira.

Ana Paula explica que o curso, com duração de um ano e meio, proporciona aos alunos conhecimentos na área da meteorologia. No primeiro módulo, os alunos adquirem conhecimentos básicos, no segundo lidam com instrumentos e no terceiro aprendem a programação de computadores.

Além disso, a formação permite que eles atuem em diversas áreas. Um técnico em meteorologia pode trabalhar em aeroportos, institutos, indústrias e em meios de comunicação. “Mas não podemos assinar a previsão do tempo, apenas auxiliar os meteorologistas”, adverte Ana.

O estande também comemora o Dia do Meteorologista, celebrado em 14 de outubro.

Visitantes conhecem perfil do curso no estande da Meteorologia.

Visitantes conhecem perfil do curso no estande da Meteorologia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *