Apresentações artísticas e mostra de talentos movimentam o Campus Joinville

Ao longo da 9ª SNCT realizada no Campus Joinville, diversas atrações artísticas e apresentações musicais atraíram visitantes e entreteram quem participava do evento. Entre as principais apresentações estiveram a banda mirim do Corpo de Bombeiros Voluntários de Joinville e as fanfarras – bandas marciais – das escolas Pedro Ivo Campos e Professora Zulma Rsário Miranda.

Além disso, no último dia da SNCT em Joinville, uma Mostra de Talentos reuniu alunos e servidores do IFSC que quiseram se apresentar em frente ao público do evento. Segundo o organizador da Mostra, Person Francisco Schlickmann, as apresentações englobaram desde músicos iniciantes até bandas já organizadas. “Muitos alunos têm algum talento e aproveitam a presença de um público mais receptivo, composto pelos seus amigos, para se apresentarem”, afirma.

Entre os alunos que se apresentaram estava o estudante André Piazza, do 4º módulo do curso técnico em Eletroeletrônica. “Já toco há um ano, mais como hobby, e aproveitei o evento aqui na escola para me apresentar”, conta.

Confira abaixo fotos das apresentações que ocorreram ao longo da SNCT no Campus Joinville.

Como se motivar?

Uma das questões que envolveram a SNCT do Campus Joinville foi a motivação. Como superar os problemas do cotidiano? Como vencer barreiras que necessitam de muito esforço? Quem abordou o tema junto aos alunos do campus foi a psicóloga Kátia Griesang, servidora do campus.

Segundo Kátia, ao longo da vida é comum que encontremos obstáculos que precisem de esforço e disciplina para serem superados. Para isso, uma das melhores formas para encontrar motivação é estabelecer objetivos de vida. “No momento em que eu estabeleço meus objetivos, eu consigo concentrar meus esforços naquilo que eu realmente quero ou preciso. Dessa forma, nos motivamos para superar o obstáculo encontrado”, afirma.

Estudante de Joinville é selecionado para evento internacional sobre saúde mental

O projeto de pesquisa “Folha de Lírio: O Jornal Virtual da Saúde Mental”, desenvolvido pelo aluno Raphael Henrique Travia, do curso superior de tecnologia em Gestão Hospitalar do Campus Joinville, está entre os dez projetos selecionados em todo o País para ser apresentado no 2° Laboratório de Inovação sobre Participação e Controle Social na Elaboração das Políticas, Ações e Serviços de Saúde. O evento, promovido pelo Ministério da Saúde, faz parte do 2º Seminário Internacional de Inovação sobre Participação e Controle Social na Elaboração das Políticas, Ações e Serviços de Saúde e ocorrerá em Brasília, nos dias 8 e 9 de novembro. O trabalho também foi apresentado na última sexta-feira, dia 19, durante a 9ª SNCT do Campus Joinville.

A Folha de Lírio é um site com serviços e informações direcionadas a pessoas que possuem algum tipo de transtorno mental. Entre esses serviços estão legislações, locais que oferecem tratamento e também informações sobre o próprio tratamento de doenças.

A proximidade com o tema foi a principal motivação que levou Raphael a desenvolver o projeto. “Eu sempre estive envolvido neste universo e falta muita informação tanto para os pacientes quanto para as suas famílias, por isso resolvi criar o site”, conta o estudante.

Para a professora Márcia Kohls, que orientou a pesquisa, o projeto se destaca pelo foco na inclusão. “E um projeto inclusivo e que, como vai ser continuado, vai ajudar na melhoria da qualidade de vida das pessoas que são o público-alvo do site”, afirma.

Mesmo com o término da pesquisa, o site da Folha de Lírio será mantido pelo estudante. Se o projeto for um dos vencedores do Seminário em Brasília, ainda será incluído na 2ª edição da publicação da série “Navegador SUS”, que possui circulação no Brasil e países da América Latina e do Caribe.

Mostra tecnológica expõe resultados de pesquisas do Campus Joinville

Com o objetivo de estimular a pesquisa entre os alunos e servidores do Campus Joinville, uma das atividades da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia foi a Mostra Tecnológica, que expôs resultados de trabalhos de pesquisas desenvolvidos no campus. A Mostra ocorreu na sexta-feira, dia 19, e contou com a apresentação de seis pesquisas.

Uma das pesquisas desenvolvidas em Joinville mapeou o perfil dos cuidadores de idosos da cidade. Foram entrevistados 32 cuidadores e identificados hábitos, atividades e a formação desses profissionais. “Percebemos que estes profissionais não possuem uma formação específica para realizar essa atividade, mesmo sendo responsáveis, em alguns casos, por aplicar injeções e medicar os idosos”, explica a esudante Gabriela dos Santos, do curso técnico em Enfermagem.

Segundo a professora Josiane Siwert, a pesquisa indicou uma possibilidade de mercado de trabalho para os estudantes do IFSC. “É uma área que cresce bastante e nossos alunos podem aproveitar essa oportunidade”, afirma.

Outro trabalho apresentado identificou a formação de profissionais da saúde que manejam opióides (como, por exemplo, a morfina) no tratamento da dor em pacientes de hospitais do município. Segundo a professora orientadora do trabalho, Anna Geny Batalha Kipel, a maioria dos profissionais não possui formação adequada para o manejo deste tipo de medicamentos. “Mesmo entre os especialistas, são poucos os casos em que o profissional foi formado para manejar os opióides. E isso é preocupante, pois o tratamento da dor não é simples e precisa ser realizado de maneira adequada”, explica.

Artesãos expõem trabalhos que estimulam a sustentabilidade

Artesãos de Joinville e Itapoá tiveram espaço durante a SNCT do Campus Joinville para expôr trabalhos que utilizam materiais que iriam para o lixo. Tapetes feitos com retalhos de tecidos descartados por fábricas e bolsas confeccionadas a partir de calças jeans antigas eram algumas das peças expostas e que podiam ser adquiridas pelos visitantes do evento.

Segundo os organizadores da SNCT no campus, a proposta foi abrir espaço para ONGs e associações que trabalham a partir do reaproveitamento de materiais. “Desta forma queremos estimular a reflexão nos alunos sobre a sustentabilidade e o consumo desenfreado”, afirma uma das responsávels pelo evento, Ângela Nitschke Dums.

Os trabalhos expostos na SNCT foram elaborados pelas seguintes instituições: Associação Guapecas, Lixo com Arte, grupo de mães da APAE de Joinville e núcleo do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS).

Palestra estimula uso eficiente de lâmpadas

A palestra “Iluminação Sustentável”, ministrada na última sexta-feira, dia 19, pelo consultor Luiz Gustavo Mandt, mostrou aos participantes da 9ª SNCT do Campus Joinville como é possível economizar e melhorar o uso da luz dentro e fora de casa. Entre os principais pontos aprentados durante a palestra esteve a diferença entre as lâmpadas incandescentes, lâmpadas fluorescentes e lâmpadas de LED.

Segundo o consultor, a melhor alternativa existente no mercado são as lâmpadas de LED, mas que ainda estão mais caras que os demais tipos. “Porém, com o aumento da demanda, a tendência é que esse modelo tenha seu preço diminuído”, destacou.

Sesc oferece contação de histórias para crianças

Com a abertura do Campus Joinville no último sábado, dia 20, para a realização das atividades da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), diversos visitantes aproveitaram para levar seus filhos para passear no campus. Porém, as crianças menores normalmente não estão muito interessadas em apresentações científicas. Por isso, o Sesc – parceiro do Campus Joinville e que estava com um estande durante a SNCT – proporcionou uma atividade específica para as crianças: uma oficina de contação de histórias infantis.

Estudantes têm contato com microbiologia no Campus Gaspar

Para permitir o primeiro contato das pessoas com a microbiologia, uma das oficinas promovidas durante a SNCT no Campus Gaspar foi a Oficina de Biologia. Realizada na sexta-feira, dia 19, a oficina contou com a participação de alunos do curso téncico integrado em Química do campus.

Durante a oficina, os participantes puderam realizar observações de material biológico com microscópico e praticaram o manuseio de equipamentos como o microscópio. “A microbiologia auxilia na análise ambiental, verificando a qualidade do ar e da água”, explica o professor responsável, Leônidas de Mello Júnior.

Encerramento da SNCT em Gaspar

A orquestra do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) encerrou as atividades da 9ª SNCT no Campus Gaspar com uma apresentação no sábado, dia 20.

Matemática e física viram brincadeira em oficinas da SNCT

Uma das principais atividades promovidas pelo Campus Gaspar durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) foi a oficina “Brincando com a Física e a Matemática por meio de atividades experimentais”. O objetivo foi despertar a curiosidade nos participantes e, com isso, estimular o gosto pela pesquisa nas ciências exatas. As

Segundo o responsável pela oficina, professor Carlos Queiroz, a proposta foi questionar as relações e os fenômenos do cotidiano. “Apresentamos uma situação problema e verificamos suas soluções por meio de uma atividade experimental, com um aspecto lúdico. Outro aspecto que auxilia a despertar a curiosidade é o manuseio de equipamentos e instrumentos de medida”, explica.

Ainda segundo Queioz, as aulas são um momento de aprender brincando. “É uma oportunidade de provocar os estudantes com seus saberes e dúvidas, refazendo conceitos e extraindo conclusões das relações entre as grandezas envolvidas na física e na matemática”, afirma

Oficina de matemática distribui dobraduras aos participantes

Para aproximar a matemática e o cotidiano das pessoas, uma das atividades da SNCT no Campus Gaspar foi a Oficina de Matemática. Orientados pela professora Vanessa Oechsler, os participantes da oficina criaram dobraduras a partir de material reciclado e utilizaram conceitos da matemática para produzir cada objeto. A oficina ocorreu na última sexta-feira, dia 19.

Entre os materiais utilizados na oficina estavam caixas de leite e garrafas pet. É uma forma de aproveitar esses materiais e produzir algo que possa, inclusive, ser vendido e incrementar a renda familiar. Desta forma, a oficina tem uma grande relação com tema da SNCT, ao abordar a sustentabilidade e reaproveitar materiais que, normalmente, são descartados pelas famílias”, explica Vanessa.

Como brinde pela participação na oficina, os participantes ganharam uma árvore feita com as flores de caixa de leite.

 

Experiência anterior

A Oficina de Matemática já foi realizada no campus com as alunas do programa Mulheres Mil, as quais elaboraram artigos de páscoa para serem vendidos em uma feira de economia solidária.