Avaliação do SICT-Sul

O 1º Simpósio de Integração Científica e Tecnológica do Sul Catarinense (SICT-Sul) teve a participação de aproximadamente 600 pessoas. Foram inscritos 165 trabalhos completos e resumos, realizadas 18 palestras temáticas, sete mini-cursos, 82 apresentações orais e uma mesa-redonda.

Além de alunos e servidores das três instituições organizadoras – IFSC, Instituto Federal Catarinense e Universidade Federal de Santa Catarina -, houve participantes de diversas instituições de ensino do Sul do Estado.

A diretora-geral do Campus Criciúma, Sandra Margarete Bastianello Scremin, avalia que o evento foi importante para a troca de experiências entre as instituições. “Saímos daqui com ideias de parcerias e de projetos em comum. E ajudou a divulgar o IFSC na região.”

O professor Lucas Dominguini, do Campus Criciúma, foi um dos organizadores do evento e conta que ele surgiu a partir encontros entre IFSC, IFC e UFSC na região sul e de outros eventos internos das instituições. “Resolvemos juntar todos e fazer uma reunião de integração”, comenta.

O representante da UFSC na organização foi o professor Claus Pich, do Campus Araranguá da universidade federal. Para ele, o SICT-Sul foi uma “forma de fortalecer as instituições no Sul Catarinense”. Já Fernando José Garbuio, professor do Campus Sombrio do IFC, espera que haja continuidade do evento. “A ideia é que continue a ocorrer essa interação. Acabamos descobrindo que podemos trabalhar com muitos projetos em comum”, diz.

O próximo SICT-Sul deve ocorrer em Araranguá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *