Oficina ensina planejar pomar para colher frutas durante todo o ano

Você já imaginou poder colher frutas frescas durante todo o ano em sua própria casa? Mostrar que isso é possível foi um dos objetivos da oficina “Planejamento de Pomar Doméstico”, realizada durante a SNCT do Campus São Miguel do Oeste.

Segundo o professor Adinor Capellesso, as pessoas que possuem pomares em casa normalmente cultivam apenas uma variedade de cada fruta. “Com isso, os pomares têm um período muito reduzido de colheita”, explica.

Para solucionar este problema e aumentar o período em que é possível obter as frutas, o “segredo” é cultivar diversas variedades de uma mesma fruta. “Plantando de forma organizada as variedades do pêssego, por exemplo, você pode colher a fruta durante até 90 dias do ano. A laranja e suas variedades podem ser produzidas de maneira contínua durante até 10 meses”, conta.

Com o planejamento adequado, uma família com quatro pessoas que tenha à disposição um terredo de 1.500 m² poderia poderia obter frutas variadas de forma contínua durante todo o ano. Entre as frutas que foram utilizadas na oficina estiveram pêssego, maçã, pera, amora, mirtilo, laranja, tangerina, limão, kiwi, banana, entre outras.

Estímulo à economia local

Para o professor, um dos principais benefícios do planejamento dos pomares é que, a partir dessa prática, as famílias podem se apropriar das técnicas de cultivo e passar a produzir comercialmente as variedades da fruta. “Temos muitas oportunidades na região e, caso a família se identifique com a atividade ou perceba que tem facilidade para produzir alguma das frutas, ela poderá se tornar também uma produtora, aumentando inclusive sua renda”, afirma Capellesso.

As oficinas fazem parte de um projeto de extensão aprovado pela Pró-Reitoria de Extensão e Relações Externas, o qual tem o objetivo de estimular a economia da região e estudar como diversas variedades de cada fruta se comportam na região de São Miguel do Oeste.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *