Canoinhas tem oficinas sobre alimentação saudável

O Câmpus Canoinhas iniciou a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) com palestras e oficinas para quem busca uma alimentação mais saudável. Nesta terça-feira, a professora do Curso Técnico de Agroindústria, Cristiany Martins, abriu o laboratório de análise de alimentos para falar sobre o uso de fitoterápicos no dia a dia.

Oscar observa a professora Cristiany falar sobre os benefícios das plantas.

Oscar observa a professora Cristiany falar sobre os benefícios das plantas.

Segundo ela, com a crescente busca pela qualidade de vida, os chás estão sendo cada vez mais procurados. Na oficina, foram repassadas orientações sobre a melhor forma de preparar chás, xarope de mel e cristais de gengibre. “Cada planta pode ter uma ou mais partes com efeito medicinal. Podem fazer muito bem à saúde se a pessoa souber qual parte utilizar e como preparar.”
Mas em alguns casos é preciso cautela. Uma folha chamada confrei, por exemplo, nunca pode ser ingerida: é tóxica. “Ela é muito boa para passar na pele, no caso de uma ferida, mas chá, de maneira alguma”, alerta Cristiany.
Parte da turma ficou surpresa com a informação. Entre os cerca de 20 participantes da oficina, estavam alunos do curso de Agroindústria, do Mulheres Mil e também pessoas da comunidade, como Oscar Conceição Neto, que foi convidado para uma apresentação de skate na SNCT e se inscreveu na oficina. “Como esportista sempre procuro trocar refrigerantes e sucos industrializados por produtos naturais. Achei esta uma boa oportunidade para conhecer melhor os benefícios das plantas”, afirma.
Iogurte probiótico
Para atender a crescente demanda por produtos saudáveis, o mercado de laticínios está ampliando a oferta de iogurtes probióticos, em que são adicionadas as bifidobactérias. Elas ajudam a melhorar o funcionamento do intestino e até inibem a proliferação de bactérias que podem fazer mal ao organismo.
Aprender a fazer um iogurte assim foi o objetivo da oficina ministrada pela professora Silvia Benedetti. Na turma, estavam principalmente alunas do curso do Pronatec de Auxiliar de Padaria e Confeitaria. “É uma extensão do que estamos tendo no curso. Eu já faço há algum tempo salgadinhos e doces para vender, mas aqui estou aprendendo coisas novas a cada aula”, destaca Jundira Colaço Pinto.