Oficina mostra diferentes usos para frutas nativas das regiões de mata de araucária

frutasnativasProfissionais da ONG Centro de Tecnologias Alternativas e Populares (Cetap) e da microempresa Encontro de Sabores, de Passo Fundo (RS), ministraram oficina na SNCT do Câmpus Urupema sobre o uso e aproveitamento de frutas nativas de regiões de mata de araucária como fonte de renda para pequenos agricultores. Eles mostraram diversas maneiras como as frutas e suas sementes podem ser aproveitadas comercialmente.

O técnico agropecuário Alvir Longhi, do Cetap, conta que, nessas regiões, frutas e sementes nativas como o butiá, a uvaia, o araçá, a guabiroba, a jabuticaba e o pinhão não têm todo o seu potencial explorado. Ele cita o pinhão, alimento-símbolo das regiões de mata de araucária, como exemplo. “Como se consome o pinhão? Geralmente sapecado ou cozido. Mas podem ser feitos paçoca de pinhão, pastel de pinhão, farinha de pinhão e outras formas de aproveitá-lo.”

A coordenadora do Encontro de Sabores, Lidia da Rocha Figueiró, acompanhou Alvir na oficina.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *