Atividades extras no Câmpus Geraldo Werninghaus

elaboracaoprojetospesquisa2No último dia da SNCT em 2013, foram realizadas no Câmpus Geraldo Werninghaus duas apresentações que não estavam previstas no calendário inicial de atividades. O professor Mário Cesar Sedrez proferiu a palestra “Cuidados na Elaboração de um Projeto de Pesquisa”, na qual demonstrou, passo a passo, como elaborar um projeto de pesquisa. Para ilustrar sua palestra, Sedrez utilizou o exemplo do projeto de pesquisa “Impacto ambiental da pesca artesanal do camarão sete-barbas em Penha, SC”.

Em seguida, aluno Lucas Rodrigues, que estuda no Câmpus Jaraguá do Sul e trabalha como estagiário do Câmpus Geraldo Werninghaus, apresentou o trabalho “Chuvas ácidas em Jaraguá do Sul”,elaboracaoprojetospesquisa1 o qual tem como objetivo identificar o pH da água da chuva em cinco locais específicos do município. Lucas foi orientado pelo professor Sedrez e seu estudo contribuiu com a apresentação sobre a elaboração de projetos de pesquisa.

elaboracaoprojetospesquisa3

Aluno desenvolve melhoria para processo de costura

costura2Uma ideia com potencial para melhorar um processo da indústria de vestuário. Esse é o projeto “Alimentação inferior para máquina de costura ponto fixo (reta)”, elaborado pelo aluno Valnei Kohlrausch do Câmpus Geraldo Werninghaus e que foi apresentado durante a 10ª edição da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT).

O projeto melhora um dos princípios de funcionamento da máquina de costura ponto fixo (reta). Todas as máquinas deste tipo ou bordadeiras utilizam uma caixa de bobina com carretilha, que devem ser recarregadas após esgotarem a capacidade da bobina – aproximadamente de 40 metros de fio, que resulta em 30 metros de costura.costura1 O projeto de Valnei modifica o princípio de funcionamento ao eliminar a caixa de bobina “carretilha” e, consequentemente, o tempo necessário para recarregar a carretilha, facilitando o processo de costura de ponto fixo.

Palestra alerta estudantes de eletrotécnica sobre as especificidades do cabeamento estruturado

Uma palestra direcionada aos alunos da área de eletrotécnica sobre a instalação de cabeamento estruturado foi ministrada, na quinta (24) e na sexta-feira (25), pelo servidor Fábio Meinchem. Para Fábio, é importante que os estudantes desta área conheçam o funcionamento do cabeamento estruturado porque, na maioria das vezes, cabe ao eletricista a instalação deste tipo de cabeamento.

Imagem ilustrativa.

Imagem ilustrativa.

Com o título “Cabeamento Estruturado: Passagem e Lançamentos de cabos”, a palestra abordou cuidados que são necessários aos eletricistas no processo de instalação do cabeamento. “Este é um tipo específico de cabeamento e que, por falta de conhecimento do responsável pela instalação, pode perder qualidade na transmissão de dados”, explica Fábio.

Matemática é tema de palestra em Jaraguá

jaragua gw mtm computacional (2)Durante a 10ª edição da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), o Câmpus Geraldo Werninghaus promoveu uma palestra sobre as aplicações da matemática no cotidiano dos alunos e servidores do câmpus. Com o título “Matemática Computacional” e ministrada pelo professor Gerson Ulbrich, a palestra ocorreu nos períodos vespertino e noturno do dia 23 de outubro e abordou, por exemplo, a história dos números, as teorias do efeito borboleta e do caixeiro viajante e os números binários. Também ocorreram demonstrações de softwares que realizam cálculos matemáticos.

jaragua gw mtm computacional (3)

jaragua gw mtm computacional (1)

Inventor do Bina fez palestra no Câmpus São José

Um dos mais conhecidos inventores brasileiros, o mineiro Nélio José Nicolai, ministrou palestra na SNCT no Câmpus São José e contou um pouco sobre a batalha judicial que enfrenta há cerca de 10 anos pelo reconhecimento de sua patente sobre o sistema Bina (sigla para “B identifica o número de A”), que deu origem aos identificadores de chamada de aparelhos de telefone fixos e móveis. Nicolai move processos na justiça contra grandes empresas do ramo de telecomunicações tentando ser ressarcido pelo uso de identificadores de chamada.

nelionicolai

De acordo com o inventor, ele tem pouco reconhecimento no Brasil, enquanto recebeu prêmios no exterior, como uma medalha da Organização Mundial da Propriedade Intelectual (Wipo, na sigla em inglês). Segundo ele, o fato de não ser pago pelo uso dos identificadores de chamada prejudica também a sociedade brasileira, que perde o dinheiro de impostos que seriam cobrados sobre os recursos que receberia. Somente no Brasil, são cerca de 267 milhões de celulares, que em sua maioria usam, segundo Nicolai, a tecnologia que ele desenvolveu e patenteou. “A patente não é patrimônio de uma só pessoa, mas de um país”, comenta.

Nicolai afirmou que o inventor precisa “tentar achar a pergunta para encontrar a resposta” e que na academia há boas ideias que se perdem porque as pessoas têm medo de desenvolvê-las por medo de ser criticadas.

 

 

Câmpus Chapecó realiza atividades da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia

minicursohidraulica (3)O Câmpus Chapecó realizou nos dias 30 e 31 de outubro atividades para marcar a Semana Nacional da Ciência e Tecnologia (SNCT). Alunos e visitantes puderam participar de minicursos e palestras profissionais, além de conhecer os laboratórios do câmpus e trabalhos realizados por estudantes e pesquisadores.

Na palestra “Manutenção: cenário atual”, a professora Graciela Pelegrini abordou a conduta atual com as ferramentas e processos de manutenção utilizados na indústria e prestadores de serviços. Acompanharam a fala de Graciela principalmente os alunos do câmpus, futuros técnicos que poderão atuar em áreas de manutenção.

MinicursoNR35O minicurso em automação pneumática e hidráulica ministrado pelo professor Rodrigo Szpak (foto no alto) apresentou aos participantes técnicas específicas da automação nesse segmento em expansão, cujo mercado tem crescente demanda por técnicos que tenham noção prática dos processos.

Lidiecson Colussi palestrante (1)Na palestra “NR 35 – Trabalho sem altura” (foto acima), a professora Marli Baú abordou os cuidados que devem ser tomados quando se está executando qualquer tipo de trabalho acima do solo, explicando aos estudantes da área elétrica, mecânica e de automação os riscos que se pode correr pela falta de preparo.

minicurso clp (2)Lidiecson Colussi, técnico mecânico que atua como gerente da Plasmetal, fabricante de máquinas de frigoríficos e outras indústrias alimentícias, fez palestra (foto acima) abordando sua experiência profissional e procurou mostrar aos estudantes que as barreiras são difíceis, mas não intransponíveis. Formado técnico em 2003, Colussi tem mais de 120 colaboradores sobre seu comando, com as mais variadas formações. Já no minicurso de CLP s7-200 Siemens, os participantes puderam conhecer e praticar com mais aprofundamento um dos equipamentos mais utilizados em sistemas elétricos e de automação.