Vídeo sobre a Resex do Pirajubaé é apresentado durante a SNCT no Câmpus Florianópolis-Continente

1 IMG_4323A bióloga do Câmpus Florianópolis-Continente Liz Cristina Camargo Ribas, da unidade curricular de Educação e Responsabilidade Ambiental, realizou uma pesquisa e um vídeo educativo e turístico sobre a Reserva Extrativista da Marinha (Resex) do Pirajubaé, localizada na Baía Sul de Santa Catarina. A apresentação do trabalho ocorreu na terça-feira (22), durante o III Seminário de Pesquisa e Extensão do Câmpus, que faz parte da 10ª SNCT, no auditório da Reitoria.

Um vídeo informativo sobre a Resex foi desenvolvido pela professora com o objetivo de 2 IMG_4345fomentar o turismo na localidade, fortalecer a identidade dos extrativistas e pescadores e valorizar a cultura regional. Após a filmagem, fragmentos das entrevistas com os nativos da região foram utilizados para uma pesquisa. O vídeo foi distribuído para todas as escolas estaduais e municipais, bibliotecas e instituições de Florianópolis.

Através de um projeto de extensão, foi desenvolvido um levantamento do etnoconhecimento sobre os moluscos (gastrópodes e bivalves) utilizados na alimentação dos extrativistas. Os bivalves – com conchas formadas por 2 valvas –  tem 20 mil espécies viventes na reserva. Já os gastrópodes – com conchas espiraladas – contam com 70 mil espécies viventes. Todos os moluscos de ocorrência local são utilizados pelos pescadores nas refeições, mas nem todos são conhecidos na Ilha.

Após as pesquisas, a professora criou um livro participativo, que está em fase de conclusão, onde os extrativistas são os autores. A ideia da ação é criar um curso de capacitação para os extrativistas receberem os turistas. Hoje a Resex do Pirajubaé realiza apenas um turismo gastronômico, em que os chefs de cozinha vão conhecer a procedência dos moluscos.

Clique aqui para assistir ao vídeo.

Professores do Câmpus Florianópolis-Continente apresentam pesquisas durante a SNCT

Apresentação cultural “Identidade Santa Catarina - Brasil”, do professor Luciano de Azambuja

Apresentação cultural “Identidade Santa Catarina – Brasil”, do professor Luciano de Azambuja

Na segunda-feira (21), ocorreu a abertura do III Seminário de Pesquisa e Extensão do Câmpus Florianópolis-Continente, que integra a programação da 10ª SNCT, no auditório da Reitoria do IFSC. Os alunos assistiram a palestra “Turismo em Florianópolis – Gestão e Inovação” de Luciane Camelotti, da Secretaria Municipal de Turismo Cultura e Esportes (Setur) e a apresentação cultural “Identidade Santa Catarina – Brasil”, do professor Luciano de Azambuja. No final da noite, aconteceu a apresentação de trabalhos.

Na terça-feira (22), o evento deu continuidade à apresentação de trabalhos e uma das pesquisas apresentadas foi “Desenvolvimento de produtos glúten free na confeitaria”, das nutricionistas Emilaura Alves, Jane Parisenti e Andréia Gonçalves Giaretta e da professora do curso técnico subsequente em Panificação e Confeitaria Graziella Lemos Oliveira. No decorrer do ano de 2012, a equipe trabalhou receitas com farinha sem glúten, que foram testadas no laboratório do câmpus.

Apresentação do trabalho “Desenvolvimento de produtos glúten free na confeitaria”

Apresentação do trabalho “Desenvolvimento de produtos glúten free na confeitaria”

De acordo com Emilaura Alves, a necessidade de desenvolver produtos sem glúten criou-se através das aulas. “Os alunos tem que trabalhar receitas com restrições, como por exemplo a alimentação funcional. Por isso, desenvolvemos as receitas e criamos um material didático explicando o que é a doença celíaca e as receitas”, diz a professora.

Nas receitas da confeitaria, foram produzidos tartelette, quiche, madeleine, cookies, pão de ló, waffles e wrap. Após a produção, com auxílio da Associação dos Celíacos do Brasil (ACELBRA), foi realizada uma análise sensorial com celíacos – pessoas com intolerância ao glúten – e não celíacos. O resultado da pesquisa foi positivo e os alimentos tiveram boa aceitação em ambos os grupos.

Vem aí a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2013!

A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) de 2013 ocorrerá entre 21 e 27 de outubro, com o tema “Ciência, Saúde e Esporte”. Serão estimuladas e promovidas em todo o país atividades de divulgação, de difusão e de apropriação social de conhecimentos científicos e tecnológicos relacionados com esse tema.

O tema de 2013 foi escolhido para aproveitar os grandes eventos esportivos mundiais a serem realizados no Brasil, como a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos, que servirão para motivar a população, em especial as crianças e os jovens, a conhecerem os aspectos científicos, educacionais e de saúde envolvidos nas atividades esportivas.

Para conferir a programação dos câmpus do IFSC, clique aqui.

Sonho de abrir o próprio negócio é discutido por ex-alunos do IFSC

Você quer realizar os seus sonhos? A resposta desta pergunta esteve nas seis palestras da tarde desta quinta-feira (18), realizadas no auditório da Reitoria do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC). Ao todo, cinco ex-alunos do curso técnico de Panificação e Confeitaria do Campus Florianópolis-Continente contaram as suas experiências no mercado de trabalho e a trajetória profissional desde como iniciou a inserção dos jovens na área de alimentos até o dia a dia do funcionamento da empresa deles.

Um dos ex-alunos bem sucedidos na área de panificação e confeitaria é Thiago Ribeiro. O jovem de 20 anos, ao perceber a demanda por padarias de qualidade no centro de Florianópolis, teve a iniciativa em transformar a mercearia do pai em uma empresa de doces e pães. “No início eu tinha muitas dúvidas de como alavancar os negócios do meu pai. Mas meus amigos e professores ajudaram com muitas dicas na abertura do novo empreendimento”, afirma o empreendedor da “Dona Fulana Pães e Doces”.

Outros três ex-alunos que estudaram com Thiago foram convidados a trabalhar na empresa por ele. “Estou com eles até hoje pois sempre acreditei que uma equipe deve ser constantemente valorizada e motivada. É fundamental que todos se sintam realizados”. O ex-aluno explica que convidou os colegas pela competência e caráter deles. “Eu observava quem desenvolvia os melhores alimentos e era fácil de conviver”, diz.

Entre os produtos que a padaria oferece, estão pães de paçoca com doce de leite, beterraba com cenoura, açaí com granola, e outras invenções, além de doces confeccionados na própria padaria, ao invés de terceirizados. “A maioria são alimentos diferenciados que foram aprendidos durante as aulas do IFSC. Temos inúmeras receitas de lá”, completa.

Antes das apresentações dos ex-alunos, a diretora-geral do Campus Florianópolis-Continente, Nelda Plentz de Oliveira, abriu a primeira palestra do dia: planejamento financeiro e pessoal com o gestor de eventos do banco Santander, Carlos Guilherme Matte, representando o setor da indústria privada.

Portas Abertas recebe mais de 800 visitantes

O Campus Florianópolis-Continente recebeu nesta quarta-feira (17) mais de 800 estudantes de Ensino Médio das escolas públicas da região da Grande Florianópolis. O Portas Abertas foi mais uma das atividades da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia do campus.

Durante todo o dia, os estudantes puderam conhecer a estrutura física do campus, visitar os laboratórios onde são realizadas as aulas práticas e receber informações sobre os cursos ofertados pelo campus, que é especializado no eixo tecnológico Turismo, Hospitalidade e Lazer.

A professora Sharon Ellen dos Anjos acompanhou uma turma formada por alunos do 2º e do 3º ano do Ensino Médio da Escola de Educação Básica Leonor de Barros, localizada no bairro Itacorubi, em Florianópolis. Para ela, esse tipo de contato com outras instituições de ensino amplia as possibilidades para o aluno. “Muitos ainda não decidiram o que irão fazer depois que concluírem o Ensino Médio. Dos nossos 80 formandos, menos da metade já decidiu que vai prestar vestibular no final do ano”, relata.

Para a diretora-geral do campus, Nelda Plentz de Oliveira, o envolvimento de todos os servidores foi fundamental para a realização do evento e a concretização do seu objetivo principal, que é a divulgação do campus. “Com essa ação, conseguimos divulgar o Instituto não só para a região continental de Florianópolis, mas também para estudantes do Norte e do Sul da Ilha e também os municípios próximos, como Palhoça, São José e Biguaçu. Nossa missão é fazer com que o campus se torne cada vez mais conhecido”, ressalta.

Florianópolis, Copa 2014 e Olimpíadas 2016

Na noite desta terça-feira (16), o Campus Florianópolis-Continente promoveu a Mesa Redonda: Florianópolis, a Copa 2014 e as Olimpíadas 2016, que contou com a presença de Eduardo Loch, consultor para grandes eventos da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte e Flávio Bernardes, diretor-geral da Secretaria de Desenvolvimento Regional da Grande Florianópolis. A mesa foi mediada pelo assessor especial de Eventos do IFSC, Vinicius de Lucca Filho.

Cerca de 150 pessoas participaram do encontro, que teve como principal objetivo discutir o impacto que esses grandes eventos trarão para a cidade de Florianópolis.

Campus Florianópolis-Continente realiza divulgação no Centro da cidade

O campus Florianópolis-Continente realizou na manhã desta terça-feira (16) divulgação institucional dos cursos ofertados para ingresso em 2013. Além de folder com as informações dos cursos, a população que passava pelo TICEN recebeu cookies produzidos pelas turmas do curso técnico em Panificação e Confeitaria.

Palestra abre a SNCT do Campus Florianópolis-Continente

Na manhã desta segunda-feira (15) o Campus Florianópolis-Continente realizou a abertura das atividades da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia do campus. O evento foi realizado no auditório da Reitoria e contou com uma palestra da assessora da Diretoria de Desenvolvimento da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica da Setec/MEC, Maria Cristina Madeira da Silva.

A reitora do IFSC, Maria Clara Kaschny Schneider, e a diretora-geral do campus, Nelda Plentz de Oliveira, fizeram a abertura do evento. “O Campus Florianópolis-Continente representa bem a transformação da educação profissional e tecnológica no país”, observa a reitora. Os servidores e alunos presentes também cantaram os parabéns pelo Dia do Professor, comemorado hoje.

Com o tema “Educação Tecnológica e o Trabalhador Brasileiro”, Maria Cristina apresentou o cenário atual da educação profissional no Brasil, onde existe uma defasagem nos cursos superiores de tecnologia e nas engenharias. “Durante muito tempo, milhares de brasileiros foram excluídos da educação formal. Agora, várias políticas do Governo Federal procuram minimizar esses prejuízos”, ressalta.

A assessora destacou também que a criação dos Institutos Federais ampliou a oferta de educação profissional. “A partir de 2008, tivemos o desafio de fazer com que instituições centenárias, que antes atuavam de forma isolada, começassem a atuar em rede. Além disso, essas instituições também passaram a trabalhar com o tripé Ensino, Pesquisa e Extensão”, relata. Em 2002, o Brasil possuía 140 unidades de educação profissional, em 120 municípios. Para 2014, a previsão é de 562 campi em 512 municípios.

Após a palestra, os participantes puderam conferir a exposição de fotografias enviadas para o concurso cultural do campus, no qual os vencedores serão conhecidos na próxima sexta-feira (19), durante a comemoração dos seis anos de atividade do campus.

Prefeitura de Florianópolis anuncia incentivo à inovação na SNCT

O secretátio adjunto de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico Sustentável, João Alexandre Piassini Silvério, anunciou, na 8ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia que a prefeitura irá patrocinar, a partir de 2012, projetos na área de inovação tecnológica. O anúncio foi realizado durante a abertura do evento no Campus Florianópolis, nesta terça-feira, e irá beneficiar projetos semelhantes aos que são desenvolvidos pelos alunos do Instituto Federal de Santa Catarina (IF-SC).

Continuar lendo

Semana de C&T ajuda a divulgar os campi do IF-SC

Um dos objetivos da Semana de Ciência e Tecnologia do Instituto Federal de Santa Catarina (IF-SC) é divulgar os cursos e a estrutura dos campi. Foi com esse intuito que a participante da Oficina de Paella do Campus Florianópolis-Continente que aconteceu na tarde de ontem, Bartira Lins, quis se inscrever nas atividades do Instituto.

Bertira cuida da filha, de 2 meses, durante a Oficina de Paella do Campus Florianópolis-Continente

Apesar de ter estado presente do início ao fim da oficina de paella, Bertira não pôde aproveitá-la como desejava. A filha de 2 meses, ainda no carrinho, tomou a maior parte de seu tempo e sua atenção. “Meu pai me falou sobre a oficina e fiz de tudo para estar presente. Tinha que cuidar da minha filha, então acabei trazendo-a para assitir também (risos).  É uma pena que não consegui aproveitar como deveria, pois nem sempre o bebê deixa”, disse Bartira. No entanto, a visita ao IF-SC não foi em vão. “Eu vim para conhecer a instituição, a estrutura. Durante a visitar pelas dependências, pude perceber que é um ambiente legal e agradável”, destacou.

Ao final da oficina de paella, todos os participantes da oficina foram acompanhados pela assessora de direção Jane Daura da Silveira para um passeio para conhecer o campus. Muitos prometeram voltar ao IF-SC em breve. Alguns para cursar algum curso, outros apenas para a oficina de sexta-feira, também no Campus Florianópolis-Continente, que será sobre a cozinha tailandesa.