Alunos de Joinville constroem eletrocardiogramas

EletrocardioEm uma das oficinas da SNCT em Joinville, alunos puderam construir um pequeno equipamento que simula o funcionamento de um aparelho de eletrocardiograma – aquele que identifica a intensidade dos batimentos cardíacos.

Trata-se de um circuito elétrico ligado a eletrodos que, ao serem colocados no peito, medem a diferença de potencial e fazem a lâmpada de LED piscar de acordo com a frequência cardíaca.

A atividade já estava sendo desenvolvida com algumas turmas do Curso Técnico de Eletroeletrônica, em uma ação conjunta de pesquisa entre o câmpus Joinville do IFSC e a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

 

Ginástica laboral divertida

GinásticaFazer pausas durante o trabalho, principalmente para quem fica muito tempo sentado e usando o computador, é essencial para evitar dores e até lesões. Mas aquela ginástica laboral que muitos acham monótona está ganhando um toque de diversão.

Alunos e servidores do IFSC participaram na SNCT destes “aquecimentos lúdicos”, como explica o professor Alcides Porcincula Jr, da Fundação Padre Fachini. Entre as atividades, uma variação do mata-mata e um jogo de basquete em que as cestas são bambolês. “Servem para movimentar o corpo, mas também como forma de integração do grupo”, explica.

Robô feito de Lego resolve o “cubo mágico” em alguns minutos

Bolsista Lucas e o professor Miguel mostram o robô à comunidade.

Bolsista Lucas e o professor Miguel mostram o robô à comunidade.

Quem já tentou resolver o “cubo mágico” sabe que não é tarefa simples. Além de paciência, é preciso estratégia. Muitas pessoas levam horas, até dias para deixar cada face com apenas uma cor. E tem aqueles que se frustram por nunca ter conseguido.

Mas um robô feito em Joinville resolve em cerca de 5 minutos. Ele foi construído com peças de Lego e conta com um programa de computador que foi baixado da internet. O bolsista do projeto, Lucas Schulze, explica que primeiro um sensor registra as cores de cada face do cubo e o programa encontra a solução. Então começa a parte mecânica do robô, que mexe o cubo de um lado para outro até deixar as faces com as cores únicas.

Para o professor Miguel Bahia, que faz parte do projeto de robótica do câmpus, os robôs têm um importante caráter motivacional entre os alunos, além de ser multidisciplinar, pois envolve matemática, física, programação, mecânica, elétrica. “Permite a integração destas áreas de forma lúdica e trabalha em vários níveis de escolaridade, desde pré-escola até superior.”
Realmente muitas crianças que visitaram o câmpus ficaram encantadas com este e outros robôs, como dois que jogam futebol e outro que parece um jacaré – ao se aproximar, ele abre e fecha a boca.

Segundo o bolsista Fernando Lapa, as crianças ficaram muito curiosas. “Queriam saber como funcionava, perguntaram bastante”, conta. E tem muita gente grande que também fica admirado. Foi a caso de Cláudio Sibem e da filha Cláudia, que visitaram a feira. “É incrível”, disse Cláudio, que tem um filho estudando no câmpus.

Mostra

Segundo o professor Stefano Zeplin, a mostra de Robótica é resultado de um projeto de extensão cujo objetivo é apresentar à comunidade interna e externa os diferentes robôs que vem sendo desenvolvidos por alunos e professores em TCC, projetos de iniciação científica e de extensão.

Além do Fernando e do Lucas, fazem parte do projeto de Robótica os alunos Hector Paradela, Hygor Bello, Leandro Kimura e André Piazza.

Música e teatro divertem participantes em Joinville

turma BatuqueLatas e galões foram os instrumentos usados por mais de 100 crianças que se apresentaram em Joinville. Elas fazem parte de um grupo de 430 alunos do Colégio Machado de Assis que faz percussão com materiais alternativos e que iriam para o lixo. O ritmo e o sincronismo das crianças encantaram os participantes da SNCT.

OrquestraMuito aplaudida também foi a apresentação da orquestra de Jaraguá do Sul, sob comando da maestrina Denise Mohr. Foi a estreia do grupo que está ensaiando há dois meses.

Além da música clássica, a SNCT no câmpus teve também apresentação de vários grupos em mais uma edição da Mostra Musical. Rock, pop e músicas religiosas fizeram do palco um local de grande diversidade.

Teatro

teatroO Curso do Pronatec de Assistente de Produção Cultural aproveitou a SNCT para testar o aprendizado dos alunos, que organizaram, sozinhos, a apresentação da peça “Tudo por um pinico de ouro”. “Eles cuidaram de toda a produção do espetáculo, desde logística e transporte até a montagem do palco e os cuidados do camarim”, afirmou a professora da disciplina de Produção Artística, Daniele Pamplona.

Ela destaca a importância dos alunos vivenciarem a prática de uma produção para já se alinharem às exigências do mercado de trabalho. “Esta é uma área que tem muita carência de profissionais. Eles estão muito bem e têm tudo para se destacarem.”

 

Em Joinville, alunos mostram eletroeletrônicos feitos com materiais recicláveis

Alunos do Curso Técnico de Eletroeletrônica mostram a batedeira e o carregador de celular feitos por eles.

Alunos do Curso Técnico de Eletroeletrônica mostram a batedeira e o carregador de celular feitos por eles.

Batedeira que funciona com motor de impressora, carregador de celular feito com CDs e lápis, luminária de azeite e vinagre. Achou estranho? Pois tudo isso funciona, e bem! São experimentos de alunos do Ensino Médio do Câmpus Joinville que estão na Mostra Acadêmica da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT).

Em uma tenda, os alunos expõem os equipamentos e explicam aos visitantes como eles funcionam. Kalena Morais fez até milk-shake na batedeira. “Usamos uma fonte de computador, o motor de uma impressora velha e um interruptor. Quando o circuito elétrico está fechado, ela funciona!”, explica com o entusiamo a nova cientista.

Durante o dia todo ela e os colegas de experimento Gabriel da Silva, Igor Calegari, Thamara Correa e Ramon Nass atenderem centenas de alunos do IFSC e de escolas que visitaram a instituição e ficaram curiosos com as “engenhocas”.

Uma delas é bem útil para quem perdeu o carregador de celular. Com um pedaço de papelão, dois CDs, elástico de dinheiro e lápis, os alunos Lucas Siedschlag, Renan dos Santos, Hector Paradela e Sálvio Luz conseguem carregar qualquer eletroeletrônico.

Aline e Camila tentam separar as listas telefônicas.

Aline e Camila tentam separar as listas telefônicas.

E tem também experiências que mais parecem mágica ou algum truque, mas é apenas Física. As colegas Aline Tavares e Camila Santiago fazem muita força para tentar separar duas listas telefônicas, que tiveram as folhas intercaladas como fazem os jogadores ao embaralhar cartas. “São 300 folhas de cada lado que geram um grande atrito. Tem vídeo que mostra que nem dois carros, um puxando para cada lado, consegue desgrudar”, afirmam. E não há cola alguma!

Já a luminária feita por elas usa o princípio da densidade. Num vidro: óleo, vinagre, corante e um pouquinho de bicarbonato de sódio, que em contato com o vinagre solta bolhas coloridas.

Avaliação

E todos os experimentos são avaliados por professores do câmpus e por alunos do Curso Superior em Mecatrônica. “É muito interessante ver estes meninos fazendo pesquisa e construindo os experimentos. Até porque tenho interesse na docência e aqui podemos conhecer melhor este meio”, afirmou o aluno de Mecatrônica, Daniel Rodrigues.

O colega João Driessen lembra que quando fez o Ensino Médio teve apenas a teoria. “Fui fazer pesquisa só na graduação. Estes meninos têm uma vantagem muito grande se quiserem continuar pesquisando. Terão mais experiência.”

João e Daniel avaliam experimentos da Mostra.

João e Daniel avaliam experimentos da Mostra.

Este é um dos objetivos de incentivar a prática pelos alunos. Segundo a professora de Física do câmpus, Ana Melo, “o IFSC tem este diferencial em priorizar a dialética teoria/prática e isso contribui expressivamente em uma formação completa dos nossos estudantes.”

Reitora participa da abertura da SNCT em Joinville

Reitora Maria Clara, com o diretor Mauricio Taques,  o representante do prefeito Udo Döhler, Gilberto Leal Jr, e a assessora da direção do câmpus Suely Anderle.

Reitora Maria Clara, com o diretor Mauricio Taques, o representante do prefeito Udo Döhler, Gilberto Leal Jr, e a assessora da direção do câmpus Suely Anderle.

A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) no câmpus Joinville começou oficialmente nesta quinta-feira pela manhã, com o início de uma programação repleta de esporte, cultura e tecnologia. A reitora Maria Clara Schneider participou da solenidade e destacou a importância do evento para promover o conhecimento científico e tecnológico.

“É um desafio para o Instituto Federal porque isso envolve muito trabalho, muito esforço. Joinville está de parabéns, percebi os alunos envolvidos e empolgados em apresentar os trabalhos.”

A banda do 62º batalhão de Infantaria tocou o hino nacional e a música “Brasileirinho”.

A assessora da direção e coordenadora da comissão da SNCT, Suely Anderle, destaca que a programação busca atender os objetivos propostos para a Semana, com o tema Ciência, Saúde e Esporte, mostrando os trabalhos desenvolvidos pelos alunos e trazendo palestras relacionadas à saúde, atividade culturais e esportivas.

Durante a quinta e sexta-feira estão programadas mostra acadêmica, mostra musical, apresentações culturais e atividades relacionadas à saúde. Alunas do curso de Enfermagem, por exemplo, estão medindo a pressão e fazendo testes de glicemia.

Portas abertas

Várias turmas de escolas da região também estão sendo trazidas ao câmpus para participar das atividades, conhecer a estrutura da instituição e os cursos ofertados. Eles têm a oportunidade também de se inscrever na hora para os cursos de 2014. Mais de 500 alunos são esperados nos dois dias de programação.

 

Alunos de Joinville apresentam soluções para gestão de hospitais

GH DesafioO Curso Superior de Gestão Hospitalar do Câmpus Joinville está realizando durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) o GH Desafio, em que os alunos apresentam artigos científicos voltados para a gestão de dois hospitais parceiros da atividade: o Hospital e Maternidade Jaraguá, de Jaraguá do Sul, e o Hospital Bethesda de Pirabeiraba, de Joinville.

A partir de dados fornecidos pelas administrações das duas instituições, foram feitos diagnósticos e apresentadas as soluções mais viáveis. Entre os temas abordados nos artigos estão absenteísmo, turnover, centro de custos e sistema de custeio.

Segundo o professor Márcio Costa, o objetivo é que os alunos aprendem a desenvolver a escrita científica e analisem situações reais de gestão. “Os gestores dos hospitais presentes nas apresentações ficaram muito satisfeitos. Inclusive, relataram que as soluções podem não ser as ideais, mas são as mais viáveis. E este é um ponto muito importante para nossos alunos aprenderem”, afirmou.

Além do GH Desafio, alunos dos 4º e 5º módulos de Gestão Hospitalar participam também de outra atividade: o Scientifica Text, em que a temática do artigo é livre.

O professor Márcio destaca que a ideia de propor estas atividades surgiu da percepção de um certo “desespero” dos alunos na hora de desenvolver o TCC (Trabalho de Conclusão de Curso). Para ele, é importante que os alunos se apropriem do conhecimento científico ao longo do curso e que seja desenvolvido em todas as disciplinas.

Joinville promove campanha solidária durante a SNCT

O Câmpus Joinville está promovendo em parceria com o SESC uma ação de solidariedade. Quem participar da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) é convidado a doar uma caixa de leite longa vida ou pacote de leite em pó. Os produtos serão doados a entidades assistenciais pelo Mesa Brasil – Programa de Segurança Alimentar e Nutricional do Serviço Social do Comércio.

As ações da SNCT no câmpus serão realizadas nos dias 24 e 25 de outubro. Estão programadas atividades de ginástica laboral, palestras sobre “Alimentação saudável – mitos e verdades” e “Meditação no Combate ao Estresse”, apresentações culturais e esportivas e a montagem de circuitos eletrônicos que simulam o funcionamento de um eletrocardiograma.

Este projeto é desenvolvido no curso de Eletroeletrônica do câmpus e mostra com uma placa e alguns fios ligados a eletrodos podem medir os batimentos cardíacos. Durante os dois dias também serão realizadas Mostra Acadêmica e Mostra Musical, além de apresentados os projetos de pesquisa desenvolvidos por alunos e servidores.

Vem aí a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2013!

A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) de 2013 ocorrerá entre 21 e 27 de outubro, com o tema “Ciência, Saúde e Esporte”. Serão estimuladas e promovidas em todo o país atividades de divulgação, de difusão e de apropriação social de conhecimentos científicos e tecnológicos relacionados com esse tema.

O tema de 2013 foi escolhido para aproveitar os grandes eventos esportivos mundiais a serem realizados no Brasil, como a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos, que servirão para motivar a população, em especial as crianças e os jovens, a conhecerem os aspectos científicos, educacionais e de saúde envolvidos nas atividades esportivas.

Para conferir a programação dos câmpus do IFSC, clique aqui.

Apresentações artísticas e mostra de talentos movimentam o Campus Joinville

Ao longo da 9ª SNCT realizada no Campus Joinville, diversas atrações artísticas e apresentações musicais atraíram visitantes e entreteram quem participava do evento. Entre as principais apresentações estiveram a banda mirim do Corpo de Bombeiros Voluntários de Joinville e as fanfarras – bandas marciais – das escolas Pedro Ivo Campos e Professora Zulma Rsário Miranda.

Além disso, no último dia da SNCT em Joinville, uma Mostra de Talentos reuniu alunos e servidores do IFSC que quiseram se apresentar em frente ao público do evento. Segundo o organizador da Mostra, Person Francisco Schlickmann, as apresentações englobaram desde músicos iniciantes até bandas já organizadas. “Muitos alunos têm algum talento e aproveitam a presença de um público mais receptivo, composto pelos seus amigos, para se apresentarem”, afirma.

Entre os alunos que se apresentaram estava o estudante André Piazza, do 4º módulo do curso técnico em Eletroeletrônica. “Já toco há um ano, mais como hobby, e aproveitei o evento aqui na escola para me apresentar”, conta.

Confira abaixo fotos das apresentações que ocorreram ao longo da SNCT no Campus Joinville.