Laboratórios do curso de Agroindústria atraem curiosidade dos visitantes

laboratorio_frutas_hortalicasOs laboratórios utilizados nas aulas do curso técnico de Agroindústria do Câmpus Xanxerê prenderam a atenção dos alunos do 1° ano do ensino médio da Escola de Educação Básica Presidente Artur da Costa e Silva, que visitaram o câmpus na manhã desta quinta-feira (24). Nas instalações recém-reformadas, eles acompanharam alguns processos realizados durante as aulas do curso, em especial nas áreas de laticínios, frutas e hortaliças, cereais, raízes e tubérculos e microbiologia.

laboratorio_microbiologia_bacteriasNa parte de laticínios, os estudantes conheceram o iogurte de milho – projeto desenvolvido no curso – e acompanharam o teste do alzarol, que detecta impurezas no leite. Na área de frutas e hortaliças, observaram os equipamentos utilizados na produção de geleias e o tanque de fermentação, no qual se produz vinho e cerveja. No setor de microbiologia, observaram em microscópios como é a estrutura do amido de milho antes e depois da adição de água, além de visualizar os mínimos detalhes anti-higiênicos de uma mosca em imagem ampliada.

turma_escola_costa_e_silvaOs estudantes observaram também algumas culturas de fungos e bactérias produzidas no laboratório e a importância dessas experiências para a produção de alimentos, além de acompanhar demonstrações com outros equipamentos dos laboratórios. Para o diretor da escola, Edegar Fumagalli, a aproximação com o Câmpus Xanxerê é importante para os alunos. “Eles sempre aproveitam e aprendem muito”, afirmou o diretor da instituição estadual, que existe há 60 anos, tem atualmente cerca de mil alunos e oferta os cursos de magistério, ensino médio regular, inovador (em período integral) e técnico de Alimentos.

Projeto integrador desenvolve salame probiótico

salame_probioticoAlunas do curso técnico de Agroindústria do Câmpus Xanxerê trabalham no projeto de um salame com propriedades probióticas – mais comumente encontradas em produtos derivados do leite. “O salame probiótico fortalece o sistema imunológico e regula o intestino, com a vantagem de que pode ser consumido por pessoas com intolerância à lactose”, ressalta a coordenadora do projeto, Luciana Senter (na foto, 2ª à esq.), professora do Câmpus Xanxerê. O trabalho é desenvolvido com a participação dos alunos bolsists Luana Camargo, Clara Filipin, Marilda Martini e Leonardo Busatta.

Visitantes acompanham processo de produção de peça metálica

oficina_garrafinhaO processo de produção de uma peça similar a uma garrafa, com pouco mais de 2cm de altura, pôde ser acompanhado pelos visitantes do Câmpus Xanxerê durante as atividades da SNCT. Na primeira etapa, era feito o desenho da peça com o software SolidWorks, em um dos laboratórios de informática; em seguida, os participantes realizaram uma simulação do processo de fabricação da peça no software CNC, processo utilizado em situações reais para evitar erros no produto final. Na sequência, acompanharam a produção real da pequena peça, em aço, no laboratório de mecânica.

“Tour” pelo Câmpus Xanxerê mostra principais laboratórios e oficinas a visitantes

laboratorio_microbiologia_microscopiosO Câmpus Xanxerê manteve as portas abertas à visitação da comunidade durante os dois dias de programação da SNCT 2013. Além de estudantes de escolas de ensino fundamental e médio da região do município, o câmpus recebeu também visitantes não vinculados a instituições de ensino – convidados pelos próprios alunos – que conheceram um pouco sobre os cursos ofertados, visitaram os laboratórios e participaram de oficinas. Todas as atividades foram coordenadas por estudantes e professores.

oficina_desenho_3A diretora do câmpus, Margarida Hahn, enfatiza a importância de que a comunidade conheça o Instituto Federal de Santa Catarina e os cursos ofertados gratuitamente para a comunidade. “Nossa função é formar cidadãos, não apenas trabalhadores. Somos uma instituição presente no estado todo e estarmos aqui em Xanxerê é uma grande conquista para a cidade”, enfatizou a diretora, durante a recepção a um dos grupos de visitantes. Até o final da manhã desta quinta-feira (24), cerca de 300 pessoas já tinham percorrido as atividades de laboratório e oficinas oferecidas na SNCT.

oficina_garrafinha_2No “tour” organizado pelos alunos e servidores do câmpus para os visitantes, várias atividades foram desenvolvidas em sequência: recepção e exibição de vídeo institucional; projeto e produção de peça de aço nas oficinas de fabricação mecânica, solda e desenho mecânico; oficina sobre resíduos sólidos e reciclagem; trilha sensitiva; visita e observação de equipamentos e experiências nos laboratórios de leite e derivados, de tecnologia de frutas e hortaliças, de tecnologia de cereais, raízes e tubérculos e de microbiologia.

As atividades tiveram início na última terça-feira (22), com palestra do diretor do Câmpus São Carlos, Juarez Pontes, e da responsável ambiental da empresa Sperandio Motors, Gabriela Goellner.

Vem aí a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2013!

A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) de 2013 ocorrerá entre 21 e 27 de outubro, com o tema “Ciência, Saúde e Esporte”. Serão estimuladas e promovidas em todo o país atividades de divulgação, de difusão e de apropriação social de conhecimentos científicos e tecnológicos relacionados com esse tema.

O tema de 2013 foi escolhido para aproveitar os grandes eventos esportivos mundiais a serem realizados no Brasil, como a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos, que servirão para motivar a população, em especial as crianças e os jovens, a conhecerem os aspectos científicos, educacionais e de saúde envolvidos nas atividades esportivas.

Para conferir a programação dos câmpus do IFSC, clique aqui.

Gestão de Resíduos Sólidos é tema de palestra em Xanxerê

Cada um fazendo a sua parte pode ajudar a criar uma consciência ecológica coletiva. Em uma palestra com os alunos do Campus Xanxerê, o administrador Valdir Airton Ramthum abordou a importância de se fazer uma correta gestão de resíduos.

O palestrante destacou os desafios do século XXI, como o crescimento populacional, a urbanização, as inovações tecnológicas, os novos padrões de consumo, entre outros, e chamou a atenção sobre a maneira como esses devem ser encarados. “As respostas podem estar com vocês que serão os futuros profissionais”, disse Valdir aos estudantes.

O administrador também falou que um consumo sustentável se baseia em três medidas, conhecidas como os 3R: reduzir, reutilizar e reciclar. “Reduzir e reutilizar é melhor do que reciclar”, alertou.

A palestra encerrou as atividades da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia no Campus Xanxerê. Nesta quinta-feira (18) e sexta-feira (19), alunos e servidores do campus vão até o Campus Chapecó participar da SNCT do campus vizinho.

Barras de cereais podem render nova patente para o IFSC

A vontade de agregar valor a produtos regionais impulsionou professores e alunos do Campus Xanxerê a produzirem barras de cereais de erva-mate e milho. A ideia deu tão certo que a pesquisa foi contemplada num edital do IFSC de projetos inovadores e pode render uma patente.

A coordenadora do projeto desenvolvido no curso técnico de Agroindústria, Manoela Alano Vieira, explica que o objetivo foi usar produtos da região em forma de barras de cereais. “Cada vez mais esse produto está sendo mais consumido pelas pessoas com a mudança do estilo de vida e a busca por alimentos mais saudáveis”, conta a professora.

Além disso, o trabalho buscou trazer um novo uso para os ingredientes que servem de base para as receitas. Atualmente, a erva-mate é mais consumida na forma de bebidas tradicionais, como o chimarrão e o tererê, e o milho é mais usado para alimentação animal. “Queríamos agregar valor a essas matérias-primas regionais, buscando a inovação com o desenvolvimento de barras de cereais nutritivas e saudáveis”, destaca Manoela.

Essa pesquisa foi um dos trabalhos apresentados por estudantes do IFSC durante a SNCT no 1° Seminário de Pesquisa, Extensão e Inovação do Campus Xanxerê. Orgulhosa, a professora ressalta os benefícios que participar de um projeto de pesquisa. “Os alunos ganham confiança e conhecem na prática o que se aprende em sala de aula”, ressalta Manoela.

Laboratórios chamam a atenção dos visitantes

Uma das atividades da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia do Campus Xanxerê foi a visita aos laboratórios utilizados nas aulas do curso técnico de Fabricação Mecânica. Os estudantes do Ensino Médio de escolas do município tiveram a oportunidade de ver como funcionam as máquinas de comando numérico computadorizado (CNC).

O professor Jean Senise Pimenta explica que essas máquinas são usadas para usinagem de peças de alta qualidade. “Os nossos alunos saem do IFSC sabendo operar esses equipamentos e isso os faz estarem bem preparados para o mercado de trabalho”, destaca.

Jean conta que os estudantes visitantes ficaram admirados com as máquinas. “Vi que brilhou os olhos de muitos que nos visitaram e espero que isso os faça querer estudar aqui”, afirmou.

Aprenda a fazer chucrute em casa

Outra oficina oferecida aos visitantes da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia do Campus Xanxerê mostrou como funciona o processo de produção do chucrute. O chucrute é um prato típico da culinária alemã feito com uma conserva de repolho fermentado.

A professora do curso técnico de Agroindústria, Luciana Senter, conta que o chucrute é feito de repolho e sal. O repolho é transformado em chucrute pelo processo de fermentação láctica. O sal inibe os microrganismos deteriorantes e favorece o crescimento das bactérias lácteas.

“Com a experiência feita em um frasco com balão, mostramos como a fermentação produz gás carbônico e enche o balão”, explica. Outro recipiente que não foi bem fechado e permitiu a entrada de oxigênio também foi exposto aos participantes para mostrar que, nesse caso, não há formação de gás carbônico e o chucrute não fica bom.

Quer aprender a fazer chucrute? O processo é simples, mas exige cuidado para um correto preparo.

1) Corte as folhas de repolho
2) Adicione sal (3% em relação à quantidade de repolho)
3) Coloque tudo em um frasco bem fechado que não permita a entrada de ar.
4) Deixe parado por duas semanas e, após esse período, o chucrute está pronto para o consumo.

Depois nos conte se deu certo e ficou bom.

Campi Chapecó e Xanxerê fazem integração durante a SNCT

A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia não integra apenas os alunos e servidores do IFSC com a comunidade externa. Na região oeste do estado, dois campi mostram que a data é uma boa oportunidade para a troca de experiência dentro do próprio Instituto.

Neste ano, alunos e servidores do Campus Chapecó estiveram no Campus Xanxerê apresentando trabalhos. E a partir desta quinta-feira (17) será a vez do pessoal de Xanxerê participar da SNCT de Chapecó. “Será bom para nossos alunos verem que a partir de boas ideias é possível fazer grandes projetos e que conseguimos trazer soluções para problemas do dia a dia”, afirma a diretora-geral do campus, Margarida Hahn.