Enfermagem informa sobre cuidados com a saúde

Estudantes do curso técnico em Enfermagem fornecem aos visitantes da SNCT em Florianópolis importantes informações sobre temas como métodos contraceptivos e doenças sexualmente transmissíveis (DSTs). Segundo os alunos, as pessoas também fazem várias perguntas, como, por exemplo, pra que serve o dispositivo intrauterino (DIU). Quem quiser também pode conferir seu Índice de Massa Corporal (IMC).

Estudantes falam sobre DSTs e calculam o IMC de quem visita o estande.

Estudantes falam sobre DSTs e calculam o IMC de quem visita o estande.

A professora Juliana Fernandes considera que essa interação com o público é importante para o aprendizado dos alunos. “A participação no evento estimulou-os a buscar informações e confeccionar materiais para a apresentação. E conseguimos ligar com o módulo em que eles estão aprendendo sobre saúde da mulher”, conta.

A professora explica que o técnico em Enfermagem pode trabalhar em clínicas, hospitais, laboratórios, postos de saúde e no cuidado domiciliar dos pacientes. Ele desempenha atividades como administração de medicamentos, coleta de exames laboratoriais e higiene e conforto do paciente.

SNCT em Jaraguá do Sul

Este ano, o Campus Jaraguá do Sul do IF-SC organiza pela primeira vez atividades da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), que começaram na quarta-feira, dia 14, e terminam hoje.

Confira abaixo algumas imagens das atividades já desenvolvidas. Quem descreve os eventos é o professor Roberto Eissler, do Campus Jaraguá do Sul.

Alunos do curso técnico em Têxtil explicam como é feita uma análise de malha. Algumas partes são visualizadas pelos visitantes quando se mostra a preparação do tecido com o objetivo de verificar sua estrutura, comprimento do ponto, titulação do fio, gramatura calculada, entre outras.

Os visitantes verificam as possibilidades da estamparia por meio de uma exposição de amostras, onde eles podem ver e tocar, percebendo as diferentes texturas e efeitos. Também ocorre a explicação de como se obtém esses resultados.

O aluno Sebastião usinou aço 1045 como demonstração para alunos de ensino médio de escola pública. Um contato inicial com a área de mecânica industrial visando a despertar o interesse em possíveis futuros técnicos.

Na área de moda, destacou-se o trabalho feito pelos alunos tendo em vista a preparação do “Garota dos Bairros”, um evento local cuja participação do IF-SC ocorre com toda a produção do desfile. Os alunos fazem pesquisas históricas como apoio para a criação de um look a ser desfilado pelas candidatas do concurso e também de uma sobreveste que estará exposta no dia do evento. Na foto: alunos e ao fundo paineis de inspiração.

Na área têxtil, pôde-se verificar o funcionamento de um tear, e o aluno Daniel, do curso técnico em Têxtil, teve a oportunidade de responder as perguntas dos visitantes, entre elas o que acontece quando um fio se rompe. Simulou essa ocorrência e mostrou como corrigi-la. Pôde explicar um pouco do que se faz em malharia no curso do IF-SC aos alunos das escolas públicas que visitaram esse laboratório.

SNCT em Araranguá

A SNCT em Araranguá começou na quarta-feira, dia 14, com várias atividades, como palestras, oficinas e mostra de trabalhos dos alunos dos cursos de licenciatura em Física, técnico em Têxtil: Malharia e Confecção, técnico em Produção de Moda, técnico em Moda e Estilismo e técnico em Eletromecânica.

As atividades organizadas pelo Campus Araranguá do IF-SC tiveram a participação de palestrantes do Sebrae, Audaces, Weg Motores e o Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (Crea-SC), falando sobre as inovações da área tecnológica e da gestão de empresas e as atribuições e contexto profissional da área têxtil.

No dia 14 aconteceu também oficina de Design de Malhas na Malharia Retilínea, palestra sobre Moda no Trabalho, apresentação de projetos científicos desenvolvidos por alunos bolsistas com destaque para o tema acessibilidade.

O segundo dia de atividades começou com a palestra sobre Metodologia de Projetos organizada por servidores do Campus  Araranguá. Depois houve visitas de alunos da escola Maria Garcia Pessi. “Apresentamoso os desafios de promover a acessibilidade dos alunos ouvintes e não ouvintes no ensino regular, encerrando com uma linda apresentação de dança com a letra da música traduzida para a linguagem brasileira de sinais (Libras) pelos alunos da escola”, conta a coordenadora de Apoio às Relações Externas do campus, Aline Pereira.

Estudantes de escola estadual visitaram o Campus Araranguá.

Estudantes de escola estadual visitaram o Campus Araranguá.

As atividades da SNCT em Araranguá terminam hoje.

Último dia

Hoje é o último dia de atividades da SNCT em Florianópolis, Araranguá e Jaraguá do Sul. Na Capital, o evento voltou a funcionar normalmente agora há pouco, às 9h, depois da interrupção de ontem. As visitas podem ser feitas até as 16h desta sexta-feira e ainda há três oficinas disponíveis para a comunidade.

A partir da próxima semana, começam as atividades da SNCT em Chapecó e Joinville. Traremos mais informações em breve.

Atividades suspensas

Em virtude do vento forte que começou na tarde desta quinta-feira em Florianópolis, as atividades da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia no Largo da Alfândega foram interrompidas a partir das 17h para que possa ser feito reforço da estrutura do estandes.

As atividades – visitação, oficinas a apresentações culturais – voltam a ocorrer normalmente a partir das 9h de amanhã (16/10), último dia da SNCT em Florianópolis.

Construção de Edifícios apresenta projetos desenvolvidos no curso

Desenvolvidos pelos alunos e supervisionados pelos professores do curso superior de tecnologia em Construção de Edifícios, os projetos são destaque no estande da área. O espaço apresenta também o que é o curso, com duração de três anos e meio, materiais e equipamentos que fazem parte do cotidiano dos profissionais que atuam na área.

O estudante Rhonan Lima de Souza apresenta o projeto do qual participa, “A utilização do bambu em casas populares”. Segundo ele, o foco do trabalho é a análise e a confecção de placas de bambu que substituem a argamassa nessas construções. Além disso, o estudante mostra elementos arquitetônicos de RCD (resíduo de construção e demolição), que podem ser empregados na fabricação de janelas, portas e bancos. “Os visitantes se mostram bastante interessados, querendo saber como o bambu é tratado e qual a relação custo benefício”.

Letícia Coelho Zampiron, da 4ª fase do curso, apresenta o projeto que desenvolve desde a primeira fase. Por meio dele, é possibilitada a utilização da areia artificial de resíduo de obra nas construções. “Esse projeto tem extrema importância para o meio ambiente porque substitui a areia natural nas obras, evita o assoreamento dos rios, reduz a emissão de CO2 e reutiliza algo que já foi usado para construir algo novo”.

Projetos de estudantes são destaque na Mecatrônica Industrial

O estande do curso superior de tecnologia em Mecatrônica Industrial apresenta dois equipamentos desenvolvidos por esudantes do curso. Um deles é o de uma fresadora CNC para usinagem de placas de circuito impresso (PCI), desenvolvida em parceria com o curso técnico em Mecânica. Para fazer a demonstração ao público, estudantes programaram a máquina para gravação de imagens em placas de acrílico – no caso, a logomarca do Instituto Federal.

Outro trabalho em exposição é um simulador de uma máquina para corte de tubos de aço. O equipamento é programado para fazer cortes de 45 graus, 90 graus ou retangulares, segundo explica um dos autores do projeto, o estudante Rafael de Freitas. O simulador foi desenvolvido para o projeto integrador do quarto módulo (quarta fase) do curso.

Aluno Rafael explica funcionamento do equipamento desenvolvido por ele e outros três colegas.

Aluno Rafael de freitas explica aos visitantes funcionamento do simulador desenvolvido por ele e outros três colegas.

Uma terceira máquina em exposição não foi elaborada no curso, mas adquirida para uso didático. Trata-se de um robô manipulador de peças, em formato de “garra”, programado pelos estudantes para realizar a tarefa de levar uma peça de um lado para outro da mesa. O professor Marcos Collares Bina explica que o robô tem sensores na “garra” que permite manipular até objetos frágeis, como um ovo, sem danificá-los.

No estande o visitante pode encontrar também informações sobre o mestrado profissional em Mecatrônica, o primeiro do País, oferecido pelo IF-SC no Campus Florianópolis.

Eventos extremos chamam a atenção do público no estande de Meteorologia

Além dos instrumentos para medir a temperatura, a chuva e a umidade, chama a atenção dos visitantes do estande do curso técnico em Meteorologia as fotos das enchentes que abalaram SC há um ano. “São as fotos do que chamamos de ‘eventos extremos’ que atraem bastante o público”, explica a aluna do 2° módulo do curso Ana Paula Vieira.

Ana Paula explica que o curso, com duração de um ano e meio, proporciona aos alunos conhecimentos na área da meteorologia. No primeiro módulo, os alunos adquirem conhecimentos básicos, no segundo lidam com instrumentos e no terceiro aprendem a programação de computadores.

Além disso, a formação permite que eles atuem em diversas áreas. Um técnico em meteorologia pode trabalhar em aeroportos, institutos, indústrias e em meios de comunicação. “Mas não podemos assinar a previsão do tempo, apenas auxiliar os meteorologistas”, adverte Ana.

O estande também comemora o Dia do Meteorologista, celebrado em 14 de outubro.

Visitantes conhecem perfil do curso no estande da Meteorologia.

Visitantes conhecem perfil do curso no estande da Meteorologia.

Estande de Radiologia alerta para a importância da proteção radiológica

O estande do curso superior de tecnologia em Radiologia na Semana de Ciência e Tecnologia do IF-SC procura alertar a comunidade para a importância da proteção radiológica, feita durante os exames, por meio de do uso de coletes – e outros protetores – de chumbo. “Esse material evita que a radiação atinja as células, podendo ocasionar danos ao organismo”, explica a professora Julia Mohr.

A proteção radiológica deve ser oferecida em todas as clínicas durante os exames. “Cabe ao paciente saber dos seus direitos, e exigir a proteção”, comenta Júlia. Além disso, os visitantes do estande obtém informações detalhadas sobre o que faz o profissional da Radiologia, quais as áreas estudadas durante o curso, as especialidades e onde os profissionais podem atuar. “Podemos divulgar a instiuição, o curso, e mostrar a diversidade de oportunidades que o IF-SC oferece para a comunidade”.

Centros Acadêmicos promovem Semana Interdisciplinar IF-SC

Quem passa pelo estande dos Centros Acadêmicos (CAs) dos cursos superiores do IF-SC pode saber mais sobre a Semana Interdisciplinar. O evento acontece entre os dias 17 e 19 de novembro, no Campus Florianópolis. Segundo o presidente do CA de Sistemas Eletrônicos (Case), Marcelo Ribeiro, o principal objetivo da Semana é mostrar a produção dos cursos superiores do IF-SC para a comunidade. As inscrições já estão abertas no site http://si.florianopolis.ifsc.edu.br

Estão previstos na programação cursos, workshops e apresentação de pôsteres e artigos científicos. Essas tarefas serão executadas pelos alunos. A partir dessa semana será divulgado o edital no site do evento, instruindo os interessados em participar da Semana como apresentadores. Além disso, a programação vai contar com palestras ministradas por convidados. O evento vai abranger todas as áreas de conhecimento do IF-SC.

“Também queremos mostrar como é possível a integração entre os cursos, através da interdisciplinaridade”, explica o aluno do curso superior de tecnologia em Design de Produto, Lucas de Almeida Pereira. Além de promover o evento, o estande dos CAs divulga os cursos superiores oferecidos pelo IF-SC.

Estande dos CAs promove Semana Interdisciplinar.

Estande dos CAs promove Semana Interdisciplinar.